Paranaense, trinta e poucos anos, formado em letras, evangélico, E... Gosto de escrever...





Capítulo 1

Planejando minha saída no sábado à noite
Estou aqui debaixo deste chuveiro, olho para cima, fecho os meus olhos e ligo a água. Morna, agradável. Sinto ela descer no meu corpo... E a água limpa, descansa e me faz pensar. Hoje é o dia de lavar meus cabelos, passo o shampoo nas mãos e coloco os no meu cabelo. Ensaboando o cabelo e o corpo: -Como é Bom um Banho no fim de tarde! Com meus 17 anos sinto meu corpo jovem embaixo deste chuveiro, e esta água que me acalma...
-Lara já esta meia hora embaixo do chuveiro! 
Minha mãe com sua bronca me faz voltar a realidade... 
-Já vou, estou me enxaguando. 
E ela volta a retrucar lá na cozinha. 
-Sei... Mais cinco minutos ou eu vou desligar a chave. -Que horror, pensei: -Será que ela faria isso de novo comigo?Tomar banho na água gelada ninguém merece.Termino meu banho me enxugo enrolando uma toalha para secar meus cabelos já no quarto minha mãe volta a falar comigo:
-Vamos na Igreja hoje Lara? ela fala com bastante calma, a fim de me convencer pois havíamos brigado desentendimentos por eu ter chegado tarde em casa, neste dia estava com o Tomás, com ele perco a noção do tempo... -Sem chance mãe, vou sair com Lorena vamos a uma festa ( a verdade mesmo é que tinha marcado com o Tomás e não perderia por nada, sim, estávamos super apaixonados e seria nosso primeiro encontro a sós) -Mas filha hoje é o culto dos jovens e você tem suas responsabilidades. Mais uma vez a mãe levando pra esse lado: -A mãe, a regência do conjunto de jovens? Deixa pra segunda regente, hoje vou no aniversário da Carla e já vou avisando: -Volto tarde. Minha mãe perspicaz como só ela já estava deduzindo e certo: -Vai sair com o Tomás? Olhei para ela com uma cara de: -Não me pergunte isto. -Não mãe sairei com a Lorena vamos ao aniversário surpresa da Carla e só. Aliás, Quer ligar para ela e estragar a surpresa? Tome o telefone (mostrava a ela o celular) -Eu disco, mas você que fale... Não filha (fala ela desconversando meu argumento e voltando a citar meu namorado) é que eu não gosto do comportamento deste Tomás, alias ein? Ele nem veio pedir a sua mão para namorar para o seu pai, cortei a frase dela pela metade: -Que coisa anos oitenta essa de pedir pra namorar af...
Agora minha mãe me olha com um olhar autoritário e diz: -Filha você já tem os seus dezessete anos e foi criada dentro da igreja e sempre aprendeu o que é certo e o que é errado. Me preocuparei sempre com você, aconteça o que acontecer sou sua mãe ( e continuou ela com o seu bla-bla-bla) Estava terminando de me aprontar a Lorena já havia me enviado uma mensagem no celular queria 'despachar' ela logo minha mãe já estava me dando nos nervos. Falei a ela com aquela voz sonorizada e compassada que ela adorava e eu sabia muito bem representar: -Sim mãe, vou me comportar, vai pra igreja e não esqueça de orar por mim, alias ore por todos nós, mas hoje, hoje irei pra festa e a festa é lá na casa da Carla. Tocou a campainha, certeza que era a Lorena. Adeus chegou a Lorena. Minha mãe olhou desconfiada. Sabia que eu iria aprontar...
# Amados leitores do Waldryano . Muitos erros na vida da Lara (não é a mesma do outro romance) e muitas surpresas, aprendizagens com os erros e sim (não poderei contar ainda) mas o título já sugere o que há por vir... Pessoal ajudem o Wal, votando e comentando :) comentem o que estão achando é bom para eu ir formulando o texto sua opinião é super importante, seu voto então nem se fala ajuda e muito o livro... Capítulo 2 vai ter um encontro... leia lá ...
Filhinho eu te amo
Deixe sua opinião
Por: Waldryano RJ 8.2.17 Comentarios | As

0 comentários:

A maioria dos textos e imagens expostos neste blog são de autoria ®Waldryano. Tecnologia do Blogger.

# Compartilhe