Paranaense, trinta e poucos anos, formado em letras, evangélico, E... Gosto de escrever...



Olá, mais uma série do Netflix para comentar aqui no blog. de terror... Nem tanto, mas sugere um suspense e instiga a ir assistindo...
A série começa com um aborigene (série australiana) andando de bicicleta proximo a um cemitério, a noite, e o policial protagonista também...
Então pessoas começam a sair das suas covas sujas de terra e nuas.
Cinco delas ficam com o policial, e outra com o aborigene...
Então cada episódio vai narrando a história destas pessoas.
Detalhe elas não podem sair da pequena e remota cidade... senão voltam ao pó como ocorreu com o Carlos...
Bom estou assistindo esta série e fui bem vago ao comentar, pois encontrei um post e estou replicando abaixo.

Texto abaixo que pesquisei escrito por Hellen Barros
No post de hoje trago para vocês uma dica de série, muito interessante, instigante e que não é de zumbi, mas os mortos voltam à vida :D Estou falando de Glitch, série lançada em 2015 pela ABC e que recentemente a Netflix adquiriu todos os direitos, sendo assim passou a ser transmitida pela mesma, no dia 15 desse mês!



A trama se passa na pequena cidade de Yoorana, onde todos se conhecem. Certa noite um garoto chamado Beau (Aaron McGrath), está andando pelas ruas e ouve um pedido de socorro vindo do cemitério ele decide entrar para ver o que está acontecendo e acaba presenciando um corpo saindo do túmulo, com o celular nas mãos ele filma e decide ligar para a polícia.

James Hayes (Patrick Brammall) é o policial que está mais próximo da região e logo vai atender o chamado, mas ao chegar ao cemitério encontra pessoas meladas de terra e alguns túmulos violados, com a ajuda da médica Elishia McKeller (Genevieve O'Reilly), eles levam as 5 pessoas para uma clínica próxima e tentam descobrir o que aconteceu. Mais tarde James descobre que a sua esposa, Kate (Emma Booth), está entre uma dessas pessoas, mas ela havia morrido há dois anos.



Mistério e mais mistério é o que eu posso decifrar desta série kkkk Com o passar dos episódios nós conhecemos as histórias dos outros personagens e que cada um havia morrido em anos muito distantes, como por exemplo, o primeiro prefeito da cidade que morreu há 100 anos. Outro fato importante é que o policial tenta esconder essas pessoas até que ele e a médica descubram o porque dessas pessoas retornaram a vida. Um dos grandes questionamentos que me fez ficar fissurada pela série, foi o fato de saber o porque que isso estava acontecendo e o porque que aconteceu só com algumas pessoas, e no final da temporada ela sugere uma teoria, é bem aquela coisa de deixar no ar para que você saiba na próxima kkkk e ainda bem que gostei da teoria, porque estava com medo que fosse algo fora do comum -_- ou muito babaca.




É uma série dramática, mas senti um pouco de suspense envolvido entretanto, não é aquele suspense que te dá medo e isso não quer dizer que é uma série parada, até porque como eu disse mais acima os questionamentos me envolveram bastante. Até agora a série contém 1 temporada com 6 episódios, com duração de 54 min, e segundo o site Veja a 2º temporada já está sendo produzida e prevista para 2017 #esperemos . Eu trouxe essa dica porque a série me fez pensar um pouco, imagina se isso realmente acontecesse? Seria muito louco, quando algum ente querido morre com o tempo nós seguimos nossas vidas e tudo muda ao nosso redor, aí imagina aquela pessoa voltar e ver como está tudo agora!? Seria bastante interessante, louco e estranho, e isso é um ponto que a série também mostrou, a reação de algumas pessoas ao verem o seu ente vivo novamente, principalmente no caso do James. 



Gente espero que vocês tenham gostado do post e agora me falem aqui nos comentários o que vocês acharam, se já assistiram ou irão assistir
Crônicas de um Velho Jovem
Deixe sua opinião
Por: Waldryano RJ 21.10.16 1 Comentario | As

1 comentários:

Unknown disse...

Na verdade foram 7 pessoas que saíram do túmulo se contar com o Carlos!

A maioria dos textos e imagens expostos neste blog são de autoria ®Waldryano. Tecnologia do Blogger.

# Compartilhe