Paranaense, trinta e poucos anos, formado em letras, evangélico, E... Gosto de escrever...

Por Waldryano | Para o blog Waldryano
O atraso dos noivos
Capítulo 62

Lara optou por um vestido de cetim liso discreto e elegante, ela entraria segurando um ramo de jasmim, já Nelma optou por um vestido mais vitoriano, bem parecido com o da princesa Diana quando casou ela entraria com um buque de rosas vermelhas, Nelma desajeitada pisava na cauda do seu vestido, enquanto Lara usava bolero de renda. Branca muito elegante e sofisticada.
-Nelma você esta linda, disse Lara para a prima, seu coque valoriza seu pescoço, e seu véu deixa o ar clássico impecável, dizia a moderna noiva Lara com seu vestido minimalista.
-Você que esta elegante, eu com este vestido só posso ir no casamento, você com este vestido amiga, e Nelma ajeitava a Lara, esticando bem o vestido que estava perfeitamente adequado ao corpo. Eu sempre quis casar assim parecendo uma princesa daqueles reinados antigos, e hoje vou realizar meu sonho, dizia Nelma envolto a uma armação que incomodava e deixava seu vestido mais espalhafatoso.
-Legal, deste modo demonstramos estilos totalmente diferentes, o importante linda prima é que nosso casamento é daqui a uns vinte minutinhos...
Lara ficava quieta e ajudava as duas costureiras que estava adequando os vestidos, ela sabia que deveria ser discreta, por um detalhe que a incomodava por dentro. A sua querida tia que a cuidara depois de ter rompido com seus pais não estaria ali para aquele momento especial.
-Seus pais não puderam vir não é Lara, falava Nelma de modo desconversado, evitava tocar aquele assunto, sabia que Lara sim superara, mas preferira não conviver com os pais e viver distante, e também ela sabia que sua tia morava muito longe, e isto era um modo usual de não ter tantos constrangimentos ao explicar a ausência de parentes de Lara.
-Aprendi superar e ser forte Nelma, hoje casarei com o Nilmar terei uma nova vida, e daqui alguns dias irei fazer um concurso que estou me preparando faz tempo, devo ter foco, casar será ótimo, amo aquele moço.
Nelma olhou novamente a prima. Lara logo questionou.
-Sério, eu amo ele hoje vivo uma vida tranquila, você sabe dos meus traumas eles pertencem ao passado, daqui a pouco estarei casada uma mulher casada.
Nelma escutou, estufou o peito, sim mais uma alfinetada neste vestido.
-Aí, disse sorridente.
-Vocês duas estão lindas! Disse a costureira.
-Mas você? Posso tirar uma foto, é para o catalogo de vestidos aqui da loja. Na verdade a costureira queria usar a imagem de Lara que parecia uma modelo da Ford para um novo letreiro do seu atelie, ela nunca saberia disto.
-Pode sim, e tirava sua foto Lara sorridente.
Na igreja ja estava Lara e Nelma no Altar, seria um casamento simples e discreto, para trinta convidados e a igreja estava discretamente decorada. Nelma relutou queria entrar atrasada, esperar a chegada do Robson quando estavam dentro do carro. Mas Lara disse:
-Não gosto de esperar, vamos lá ficamos esperando, tirando fotos, vai ser legal e autentico, duas noivas esperando seus noivos.
Mas as duas ansiosas na frente da igreja já percebera que algo estranho estava ocorrendo.
Nelma segurava as mãos de Lara, já até tinha tirado sua luva que estava incomodando...
-Lara o que esta acontecendo? Esses dois que não aparecem.
Lara com uma paciência inglesa dizia para a amiga.
-Calma Nelma mantenha a postura ereta, e sorria sempre eles já chegam, este nervosinho é bom sentir, Calma Nelma.
**
Já fazia vinte minutos que todos procuravam Nilmar, Robson tentava ligar para o telefone do amigo mas não encontrava, todos estavam repassando o percurso que Robson explicara que o amigo fez para ir a igreja e nada.
Robson desconfiava que Nilmar, sim desistira de casar e por algum motivo inexplicável usara o pretexto da caminhada para sumir do mapa.
-Espere mais um pouco Robson, fique quietinho dentro deste carro, não queremos criar alarde, seu pai procura ele, disse madalena.
Robson estava num carro isofilmado preto que a sua mãe Madalena alugara para ir a igreja..
-Mas ela esta aflita, olhe mãe, eu não posso deixar a Nelma esperando.
Madalena olhava para o relógio, e observava que vinte minutos já passara do momento marcado para o casamento. Vamos esperar mais dez minutinhos e só...
**
Uma moça que era responsável pela arrumação da igreja se aproxima, e diz no ouvido da Nelma.
-Calma mocinha eu ví seu noivo dentro do carro, com certeza estes dois estão preparando uma surpresa para vocês duas...
-SURPRESA? Disse Nelma já um tanto aliviada,
Lara escutava, e disse sorrindo um sorriso agora sem graça...
-Postura ereta Nelma, não esqueça, vou ter uma conversinha com o Nilmar, já tinha combinado com ele que seria um casamento simples ele que não invente pra minha cabeça... Sorria Nelma sorria.
Os pensamentos de Lara eram estes. Nilmar foi buscar os meus pais. (Ele que não invente isto, iria me constrangir muito esta situação) a ideia e a imagem do seu pai chegando na porta da igreja eram mais e mais fortes para Lara, e ela tentava controlar as emoções mas ela conseguia visualizar os dois na porta da igreja.
-Lara Amiga, estou ficando muito ansiosa, qual surpresa será esta?
-Calma Nelma, aposto que o Senhor Nilmar quer fazer uma surpresa para mim. Eu vou ter uma conversinha com ele, queria um casamento simples modesto e sofisticado...
Lara visualizava-se vendo seus pais e saindo correndo da igreja constrangida com o despropósito do noivo de convidar eles para o casamento....
Enquanto isto o tempo passava...
Lara e Nelma duas noivas a ponto de terem uma sincope nervosa
[continua]
Muito obrigado pela visita, não esqueça de dar maizinho no google+ e curtir no facebook, para comentar aqui tem que ser seguidor. Então siga-me no google friends, os links estão abaixo.
Deixe sua opinião
Por: Waldryano RJ 2.10.15 Comentarios | As ,

0 comentários:

A maioria dos textos e imagens expostos neste blog são de autoria ®Waldryano. Tecnologia do Blogger.

# Compartilhe