Pesquisar este blog

Translate

2.10.15

Prisão Capítulo 63


Por Waldryano | Para o blog Waldryano
O Assalto [parte 2]
Capítulo 63

Foi muito rápido nem eu consegui entender o que aconteceu, meu pai, tentou acertar uma coronhada com a sua arma na mulher que reclamara, só vi luzes, e o tiro, sim um tiro. E meu pai, caindo no chão, ele num impulso atirou, mas graças a Deus o tiro não acertou ninguém, somente uma vidraça que despedaçou tornando a cena mais desesperante.
A mulher grávida saiu correndo, e eu fui acudir meu pai que estava estirado no chão ensanguentado.
-Pai, por quê? Por quê? Você assaltando a um banco.
-F-i-l-h-o falava ele saia sangue na sua boca...
Rápido, rápido, chegou três enfermeiros, com uma maca e estavam colocando ele nela, um olhou para mim, eu? Estava completamente perdido, não sabia o que fazer...
-Você rapaz? Perguntou o enfermeiro, é parente dele, quer acompanhar a ambulância, ajudará rápido,
E foi muito rápido tudo aquilo, vi que um estanquia o sangue que jorrava como uma bica, coisa terrível, eu? embrulhava o estomago, agora estava chorando, sim, chorava, eu convivi boa parte da minha vida com ele.
Dentro da ambulância as coisas se agravaram, o medico do resgate, disse.
O estado dele é gravíssimo, não tem mais o que fazer, a vida dele irá sucumbir à instante, você quer dizer algo a ele.
Não sabia o que fazer no exato momento me veio à cena, sim aquela ponte, estava na ponte, e me via olhando para baixo, e olhava aquela mulher que me resgatou daquela tragédia certa.
Lembrei exatamente das palavras que ela me disse:
E olhava meu pai, ele cuspia sangue, era terrível, rápido, rápido, disse o médico, diga algo conforte-o fale alguma coisa, a hemorragia interna é incontrolável...
E o desfibrilador estava sendo ligado.
-Pai
-S-i-m m-e-u f-i-l-h-o
Não pensei em outra coisa senão essa naquela hora, naquele momento naquela situação...
Você se arrepende dos seus pecados e aceita Jesus como o teu salvador?
-S-i-m eu aceeeit...
Ele enfraquecido, quase sucumbindo disse assim:
-V-á no b-a-a-n-c-o...
Não entendi o que ele quis dizer com isto...
Rápido, rápido o desfibrilador...
E um enfermeiro virou meu rosto, e disse assim.
-É melhor você não ver agora e me segurou-me e abraçou, eu olhei, sim não consegui resistir. Um enfermeiro, usava aquele aparelho de choque, que jogava meu pai quase no teto daquela ambulância, já no hospital, entraram com ele num quarto, e neste momento, veio uns dez funcionários que entraram naquele quarto eu não conseguia distinguir o que eram sem eram enfermeiros entendi que era algo grave, e por isto dispuseram de tantas pessoas...
Carros da policia, e da imprensa começaram se aglomerar...
Um policial me levou para a Delegacia. Perguntou por que estava de terno eu disse que estava indo para um casamento, ele não acreditou muito...
Posso fazer uma ligação?
Uma ligação somente estava alí para depor sobre aquele confuso e rápido caso, aguardando veio a triste noticia sim ele falecera o tiro pelo que me contaram acertou uma veia muito importante do corpo, logo o sangue logo a hemorragia, logo a morte.
Em estado de choque que estava pensei. Eu ofereci-lhe um encontro com Cristo, e ele aceitou. Fechei os olhos, chorei e orei, vou ligar, para a minha amada Lara, espero que ela me perdoe por não ter ido ao nosso casamento...
Com o celular em mãos e tremulo, liguei...

Muito obrigado pela visita, não esqueça de dar maizinho no google+ e curtir no facebook, para comentar aqui tem que ser seguidor. Então siga-me no google friends, os links estão abaixo.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Hated in the Nation crítica black Mirror

" Hated in the Nation " é o sexto e último episódio da terceira temporada da série antológica de ficção científica britânica...