Paranaense, trinta e poucos anos, formado em letras, evangélico, E... Gosto de escrever...

Por Waldryano | Para o blog Waldryano
Três acontecimentos
Capítulo 44

Acordei novamente com aqueles pesadelos...
-Porque estão piores?
-Porque eu deixei o Robson ir preso no meu lugar?
-Porque eu dei ouvido ao meu pai, e perdi meu melhor amigo?
-Porque eu ia naquele campo vazio atirar, porque eu fazia aquilo?
-Porque?
Nilmar veste a roupa e mais uma vez vai na lanchonete já é tarde mas mesmo assim ele toma seu habitual café. Olha para a foto na parede, vê dois amigos, lembra se dele e do Robson e mais uma vez questiona o ato.
-Porque eu fiz aquilo com o Robson? Inveja?
-Mas do que? Sendo que o Robson sempre quis meu bem...
Termina de tomar o café e volta para a casa com a impressão de estar sendo vigiado.

Chat on:
-Amor não consegui conter-me e acabei contando tudo para a Lara.
-Tudo?
-Sim Robson contei tudo que você me contou as ameaças tudo, ela é a sua advogada, ou melhor a nossa advogada, e também é minha prima, tenho total confiança nela.
-Também contei tudo para o meu pai. Tudo Nelma, com detalhes, confesso que estou aliviado, mas assustado pois não sei do que o pai do Nilmar é capaz, realmente Nelma ele é perigoso.
-Robson.
-Diga
-Estou enviando essas mensagens pois a Lara quer conversar comigo, com teu pai, com você aqui em casa o mais depressa possível, ela quer nos orientar o que fazer. Agora ela sabe tudo, orientação de advogada.
-Ok, vou ver o melhor horário.
-Nelma.
-Oi
-Sua voz fica linda nestas mensagens.
-A sua que é muito fofa, mas é sério Amor vamos resolver isto logo.
-Beijos.
-Beijos.
Chat of:
Aqui é o local?
-Sim é aqui o local da denuncia, dizia o policial, e a policia criminal veio?
-Sim veio um buscar as evidencias se for realmente verdade a denuncia.
-Sabe que este caso chocou a população né?
-Sim tomara que encontremos o que viemos procurar pois será ótimo dar uma resposta a esses sumiços a população que sofreu muito com este maníaco....
-Mas será o menino mesmo?
-Não sei provavelmente deve de ser neste local.
O policial olha ao redor varias latas, sim aqui tem projéteis de bala,recolha é evidencia. Provavelmente é ali, esta terra foi mexida recentemente.
-É provavelmente é aqui.
-Abra, falava o policial ao outro policial da policia forense...
-Vistam a mascara pois o cheiro não é nada agradável.
-E a pá começava a revirar a terra.
-O céus, é realmente verdade...
-Oh ... que cheiro!
-Coitado, são vários, recolha um sim. Já é observável que foram almejado por tiro, façamos a pericia para saber se a arma é a mesma do caso Zecão.
E a policia levava dentro de uma cuba branca a prova do crime para a pericia técnica.
-Eu quero urgência nesta pericia. Quero saber se a bala é a mesma do caso Zecão.
-Sim dois dias é o que precisamos.
-Sejam rápidos, vamos dar uma resposta plausível a população que tanto sofreu com este monstro.
E deixavam o campo de eucalipto afastado da cidade onde encontrará o que a denuncia anônima acusara estar naquele local.
Muito obrigado pela visita, não esqueça de dar maizinho no google+ e curtir no facebook, para comentar aqui tem que ser seguidor. Então siga-me no google friends, os links estão abaixo.
Deixe sua opinião
Por: Waldryano RJ 1.10.15 Comentarios | As ,

0 comentários:

A maioria dos textos e imagens expostos neste blog são de autoria ®Waldryano. Tecnologia do Blogger.

# Compartilhe