Pesquisar este blog

Translate

11.2.17

06 Uma ligação, meu Deus que vergonha...

    
Capítulo 6
Uma ligação, meu Deus que vergonha...
Já acordada lavei o rosto me troquei e fui tomar café da manhã reunidos todos na mesa como de costume. Meu pai orou, neste momento eu abri os olhos e observava ele e a minha mãe. Veio até um pensamento de dizer ali mesmo na mesa de café que no sábado a noite tinha me entregado ao Tomás na casa da Carla. Bobagem. Se dissesse, acho que teria a minha primeira surra na vida e seria muita decepção, eu até me via sendo expulsa de casa... Já finalizando a oração fingi estar orando também, estava uma pilha de pensamentos, estava até meio fora de mim, meu pai me olhou e perguntou-me, confesso que estremeci. -Filha sua mãe falou que você anda meio tensa e estranha, também não te vi no culto ontem...Sentimos a sua falta. Olhei para ele, mas evitava olhar nos olhos e respondi: -Ah sim pai, estava com dor de cabeça coisa de mulher, e ele deu uma risadinha e completou. -Mas você é uma menina, minha menina e continuou a tomar o seu café. Ficava olhando ele e a mãe tentando verificar se os dois desconfiavam de alguma coisa, de repente eles param a conversa (eles estavam falando sobre a disputa para presidir o conselho de pastores regional) e meu pai fala comigo: -Seu nervosismo Lara é por causa da mensagem que vai passar para os jovens? Entendo, estude a Bíblia que tudo dará certo.
Termino de tomar café e meu pai como sempre fazia deu um beijo na testa da mãe e outro em mim e disse: -Minhas meninas, agora deixe eu ir que o dia será longo.
E o tempo passou, as minhas preocupações só aumentavam o bendito do Tomás tomou um chá de sumiço que me preocupava não via ele na escola nem respondia minhas mensagens. -Pense? Já era quarta feira e nada dele dar as caras! Será que ele esta envergonhado? Mas tudo foi perfeito! Lógico que aquele lugar não era ideal, a casa da Carla. Aí meu Senhor, que loucura que eu fiz, devia ter guardado meu corpo para o meu futuro marido...
Deixe eu ler mais uma vez meu esboço é hoje a minha mensagem. Mas antes não me aguento, vou ligar pra ele, três dias é demais! Ele não pode me tratar assim! Ele disse que me amava... Quero ouvir a voz dele nem que seja pra depois desligar. Desta vez vou ligar no telefone fixo na casa dele pois já cansei de mandar mensagens no celular e ele não retornar, deixe eu ver... A sim, aqui está, no quarto com o telefone sem fio é mais tranquilo, vou resolver isso. Disco. Toca. -Uma, duas, três ...Meu Senhor atende! -Alô quem fala? É da casa do Tomás? A Senhora é a mãe dele (que vergonha nem conheço a mãe dele) -A Senhora poderia chamar o Tomás gostaria falar com ele. Quem Gostaria? (...) prossegue...
Filhinho eu te amo

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Hated in the Nation crítica black Mirror

" Hated in the Nation " é o sexto e último episódio da terceira temporada da série antológica de ficção científica britânica...