Pesquisar este blog

Translate

2.11.15

Lia, A esposa desprezada

Por Waldryano | Estudo Bíblico Mulheres da Bíblia
Para o blog Refletindo o Evangelho

Lia a esposa desprezada

Sempre quando leio as sagradas escrituras, gosto de ler como se fosse à primeira vez, gosto de ler os fatos, e imaginar-me no contexto, essa primeira leitura, para mim, é a melhor que existe, a Bíblia na sua essência. E como todo o leitor, às vezes algumas passagens ficam impregnadas na memória, logo, vou estudar estes fatos isolados, recorro a muitas fontes, gosto de assistir vídeos no youtube e ler blogs e comentários diversos.
Outro fato que não gosto de fazer é taxar, tipo: - Esse é o vilão, esse é o mocinho, e ponto.
Penso que todos, inclusive os personagens bíblicos são humanos, logo defeitos e qualidades os permeiam, a diferença é que são exemplos, seja de coisas boas seja de coisas não tão boas assim, e deste modo podemos retirar disto, aplicações pessoais para o nosso hoje.
Então, hoje gostaria de estar refletindo sobre Lia, essa mulher de olhos tenros. (Gn 29;17).
Ao ler isso já imagino duas situações para essa moça, ou ela era portadora de alguma deficiência, ou pelo exemplo Bíblico, que segue elogiando sua irmã, Lia não era igual sua irmã Raquel cito: formosa de porte e semblante.
E agora sou feio, logo não existo. É assim que o texto nos sugere. Mas neste mesmo momento vem em mim essa seguinte indagação. Feio ou Bonito, isto amados que temos é uma carcaça de momento, [ixi que pesado, vou mudar minha colocação] nosso corpo, sendo belo, sendo não tão belo assim, é pó e um dia retornará ao pó. Pensando assim, não estou dizendo, esta liberado, não se cuidar, não! Estou dizendo que nossa alma, deve ser preservada todos os dias, e nossa imagem é reflexo da nossa alma.
Logo penso que Lia, não teve uma segurança de si, sendo influenciada pela: Irmã bela e formosa, que em todo o tempo ao vê-la lembrava de não ser tão bela assim. Dos familiares que também sabiam dessa dificuldade aparente de Lia.
Enfim, Lia, vivia uma vida de acusações e concorrência.
Hoje não é muito diferente, não é? A mídia vende em todo o momento pra você um padrão de Beleza, um padrão de corte de cabelo, produtos de beleza.
Não estou dizendo, que você deve se desleixar e não se cuidar estou dizendo que uma vida plena e harmoniosa passa disto. Você tem que ter sim este zelo e anseio, pela saúde física e sim, cuidar da aparência, pois é um diferencial na nossa sociedade, estou dizendo que não podemos nos abater pela beleza do outrem, nem deixar minar na nossa mente a inveja.
Isto sim é um perigo, a inveja vai fazendo decair o semblante, e pessoas que sentem inveja vão se enfeando mais e mais, e nem percebem que vão tornando-se sim com propriedade pessoas feias, por dentro e por fora.
E houve uma trama para Jacó casar com Lia, e Lia obediente ao seu pai Labão aceita o desenrolar desta história, quantas vezes também aceitamos o que os outros querem para a nossa vida não é? Uma palavra uma conversa de outra pessoa que não é um conselho é uma palavra maldosa. Mas Waldryano, naquele contexto ela tinha que aceitar, sei, ela tinha que aceitar mesmo, era seu pai, sua família que queria assim, e ela sabia que era uma ótima oportunidade de não ser solteira, costumes que são debatidos pelos estudiosos, e são costumes de uma época.
Mas peço pra você pensar um pouco no comportamento, quantas vezes somos lançados em situações que não queríamos por conta de outros que dão seu palpite e a gente cai, e se machuca, então sendo assim é valido essa comparação.
Primeira coisa a se pensar que a monogamia, é algo correto e algo que não causa dores de cabeça, eu cito, Sara quando colocou Agar na sua vida, foi uma dor de cabeça para Abraão não foi? Já seu filho Isaque teve somente Rebeca como esposa teve mais tranquilidade na sua vida.
Então você que anda sendo sondado pelo adultério, ou digamos quer viver um duplo amor, saibas que além de estar pecando, estará tendo dores de cabeça para a sua vida, segue exemplos bíblicos sobre isto. e o exemplo de hoje Lia nos demonstra isto com todas as verdades que a Bíblia nos demonstra.
A disputa.
Lia e Raquel irmãs rivais, Raquel formosa amada por Jacó e Lia que tinha que suportar o desprezo de um casamento forçado. Que situação!
Amadas e amados leitores vigiem para não adentrarem em situações que machucam. Assim vivia essas duas irmãs uma machucando a outra. (Convenhamos que esta história inspira muita novelinha mexicana, e até mesmo produções cinematográficas) Mas é terrível ser personagem de uma situação desta não é? É melhor ler e aprender, do que vivenciar uma situação desta.
Lia, desprezada tinha um triunfo que sua bela e formosa irmã não tinha, Fertilidade.(Gn29.32)
No meio do contexto destas duas irmãs a gente observa. E nas nossas observações aprendo, mesmo tendo três filhos enquanto a infertilidade de Raquel se prolongava, Lia não era feliz, pois não é com vingança que se conquista a felicidade.
Raquel no desespero e na ânsia de ter filhos também questionou Jacó. Gn30; 1-2 e a resposta de Jacó foi que é Deus que pode fazer milagres.
Irmãos quando a gente esta com algum problema, é de joelho no chão, e conversas continuas com Deus é deste modo, se for da vontade dEle, ele fará.
A gente não pode ser como criança mimada, pois não adiantará em nada, a gente tem que aprender a confiar em Deus em todo o tempo e aprender a suportar as dificuldades, sem reclamar. Deus ele sabe de todas as coisas antes mesmo de necessitarmos, ou estarmos numa situação, digamos constrangedora, humilhante que entristece, ele já sabia.
Ele sabia da tristeza de Raquel, e nasceu José para a felicidade de Jacó, e a família estava crescendo, as tribos de Israel estavam nascendo. E essas duas irmãs brigonas…
Mas amados, é assim mesmo, fica essa história como exemplo para nossas vidas, eu aprendo que quando a gente sente-se feio por dentro, a feiura transparece para fora, quando a gente se sente bonito por dentro, a gente vive feliz mesmo em meio às dificuldades que fazem parte de viver neste mundo, lembrasse-se daquele famoso versículo? Tende bom animo paciência, nem um mal é eterno. Sinto assim que Raquel sofria muito, mas repensou seus atos e começou a buscar em oração pois na minha e na sua Bíblia diz assim: Lembrou-se Deus de Raquel… Gn30;22.
Amado mesmo que as dificuldades forem tamanhas continue firme e persistente em continua oração, Lucas 18 com uma parábola ensina isto, leia,  vou deixar esta passagem para esmiuçar sua curiosidade, leia e entenda.
Saibas que para Deus não existe feio ou bonito, existe quem o busca com sinceridade. Mesmo as duas irmãs, Deus olhou e abriu a madre das duas, e as duas puderam proporcionar filhos a Jacó.
Lia nos ensina a simples tarefa de confiar em Deus, ela era desprezada, ela não era de uma aparência boa como sua irmã, Mas Deus viu nela uma beleza interior e a capacitou para seus propósitos Gn29;31.
Lia não pode mudar as preferências de Jacó, mas ela sabia que era importante estar ali, e ela continuou firme e forte e gerou filhos a Jacó. A gente tem que viver os propósitos de Deus para nossas vidas. Muitas vezes podemos se sentir no lugar de Lia, ou até mesmo em situações poderemos estar no lugar de Raquel, é só observar, temos sim  esses momentos, mas em todos os momentos da nossa vida devemos ser servos de valor, luz para o mundo em trevas.
Ao ler essa passagem aprendo que a vida é assim. Nossa beleza é interior, devemos cuidar deste bem maior, erro? Acontece, somos humanos, mas perpetuar no erro não é atitude de Cristão, aprendamos com Lia uma esposa que venceu o desprezo e serviu aos propósitos do Senhor. 

A paz do Senhor a todos

Continue seu estudo Bíblico, Mulheres de Bíblia, escolha uma mulher abaixo e boa leitura!
»

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Hated in the Nation crítica black Mirror

" Hated in the Nation " é o sexto e último episódio da terceira temporada da série antológica de ficção científica britânica...